top of page

Como começar a estudar tarot de maneira acessível?

Atualizado: 5 de ago. de 2022

A gente sabe que estudar tarot pela internet pode ser bastante, senão, deveras frustrante. Pela diversidade de sites e nem todos serem confiáveis, ou até mesmo, a estrutura estar apenas no campo superficial da coisa toda. Pensando nisso, eu venho compartilhar com vocês dicas de como começar, e claro, contar um pouco do meu processo.



Quando estava começando os meus estudos, lá pelos anos de 2014-2015, eu não tinha nem ideia de para onde as cartas iriam me levar, eu só sei que fui consumida por uma grande curiosidade, já era praticante de Bruxaria Natural, o que me chamava para qualquer esoterice que estivesse sendo posta na minha frente a pesquisar.


Lembro que naquele período eu era apenas um estudante de Negócios da Moda, e trabalhava em um Brechó como estagiaria de moda (cof cof vendedora), e no tempo livre aproveitava para estudar sobre o tema, até que me surgiu uma propagando do livro de Nei Naiff, O Curso de Tarot Completo, ali ele já vinha com as cartinhas para gente ir estudando e entendendo todo o caminho.


Dentro disso, percebia que precisava me aprofundar, e ir além do livro que tinha nas mãos, e agora a gente começa com as dicas:


É importante que você seja curiose!


QUAIS FORAM OS MEUS PROCESSOS


1- A primeira coisa que fiz foi participar de grupos no facebook sobre o tema, encontrei vários! Mas, onde cresci como taróloga, e conheci as melhores, foi no grupo Tarot das Minas, outro grupo que me ajudou muito foi O Grupo de Estudo de Tarot. Além disso, nos grupos havia toda uma troca e interação que ajudava a gente a entender o nosso jeitinho de ler e o que compreendíamos sobre as cartas, e o que acho mais bacana, é que em alguns desses grupos a gente encontrava PDF's de livros sobre tarot.


2- Buscar os livros pode ser complicado a primeiro momento porque existem vários, por isso, vou deixar aqui os que mais gosto, e que você pode encontrar o pdf's nas redes:


- O caminho do Tarot

- Tarô, O espelho da vida

- Tarô e Autoconhecimento

- Curso Completo de Tarot

- Tarô ou a maquina de imaginar


3- Acompanhar tarólogos que você se identifica! E mesmo os que você não se identifica, podem ser muito úteis para que possa ter uma olhar mais apurado sobre as cartas, eu gostava demais de acompanhar o Alex Tarólogo, por exemplo.


4- Ter o seu caderno de anotações! É importante ter um espaço para anotar o que você sente e como defini as cartas.

5- Dormir com as cartas debaixo do travesseiro.

6- Escolher uma carta, e passar o seu dia com ela em algum altar ou cômodo, e quando finalizar o dia, anotar como foi e o que a carta te trouxe de impressão.


Esses são alguns dos processos que me utilizei para chegar aqui, e é importante deixar claro que o estudo com as cartas é eterno, todo dia a gente aprende e desaprende algo, principalmente, nessa parte de desaprender, é importante se desvencilhar das ideias estereotipadas sobre elas, que beiram geralmente a um contexto burguês do período, mas hoje podemos nos afastar do mesmo, né?


Por aqui as cartas são faveladas, eu as instrumentalizei direcionando todo o contexto para a minha vivência na periferia. E foi incrível!



Me acompanhe nas redes sociais: @abruxapreta



Bjos!


Posts recentes

Ver tudo
bottom of page