top of page

O que aprendi com os arcanos maiores: O Mago.

Malandro é malandro, mané é mané.




Quando eu penso nesse ponto da jornada, eu entendo que o Mago ele é mercurial e tem muito sabedoria por estar entre a comunicação com o céu e terra, porém, ele pode ser pego no pulo, por ele mesmo, dentro da confusão entre essa conversa dos polos.


O Mago tem as ferramentas e para sair do lugar, precisa se utilizar dela com inteligência, por isso, eu mesma me vi dando uma de Mago para materializar aquilo que eu almejava para minha vida. Uma carreira de sucesso, um relacionamento... Só que, o pecado, se é que podemos dizer assim, apesar de gostar dele, é se deixar levar por essas vontades.


O Mago sabe demais, e isso é bom, mas, pode ser o seu maior desafio. A mania de sabichão.


Nesse caso, acho que ele é um malandro, mas, também um falador, que se transforma num mané em algum momento. Se não souber se utilizar das ferramentas de maneira adequada, claro. Porque, ganhar por ganhar, é perder.


Assim, compreendo esse ponto da jornada, essa fase em que estamos com todos os elementos em nossas mãos, e podemos fazer o que bem entender, mas, a que custo?


Deixo aí, essa reflexão!


Se você gostou desse conteúdo compartilha!



Me acompanha também nas redes sociais!

@abruxapreta em tudo!

173 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page